Arquivo da tag: PT

Eleições pós-Campos

Roberto Lacerda Barricelli*

pos-camposAlguns amigos me perguntaram sobre a situação das eleições pós-Eduardo Campos, tentarei expor minha visão.

Não acredito que Marina Silva chegue sequer ao segundo turno, tanto, que desde a morte de Eduardo Campos estou falando isso e acrescentando: “Marina aparecerá no máximo nas três primeiras pesquisas à frente de Aécio, devido à comoção pela morte de Eduardo Campos e a diminuição que ela provocará nos grupos de brancos e nulos e indecisos. Marina deve ter mais votos vindos desse pessoal do que dos demais candidatos”.

A primeira pesquisa, do Datafolha, aponta Dilma com 36% das intenções de votos, Marina com 21% e Aécio com 20% (empate técnico no segundo lugar). Há uma diminuição de 5% em cada um dos grupos que mencionei, de brancos e nulos e indecisos. Ou seja, antes havia 5% a mais em um grupo e 5% a mais em outro, Eduardo Campos aparecia com 8% das intenções de voto e o Pastor Everaldo com 4%. Eis que Marina tem exatos 13% a mais que Campos (número nada auspicioso).

Minha teoria é que praticamente todos os votos que seriam brancos e nulos e indecisos (somados significam 10% dos eleitores) e boa parte do 1% que saiu do Pastor Everaldo foram para Marina (que também é evangélica).

Agora, se Aécio permaneceu com os mesmos 20% e Dilma com seus 36% anteriores, de onde vieram os demais 2% (supondo que os 11% já citados foram todos para Marina)? Além da conta não fechar e eu na ser dos mais entusiastas quando se trata de pesquisas (lembram-se do que ocorreu com Celso Russomano na disputa da prefeitura de São Paulo em 2012?), ainda há outras situações.

Por exemplo, em um cenário onde o PSB não indicasse ninguém, Dilma teria 41%, Aécio 25% e o Pastor Everaldo 4%, com brancos e nulos somando 13% e indecisos em 12%. Dilma e Aécio sobrem exatos 5% cada um, Pastor Everaldo recupera seu 1% e os grupos de brancos e nulos e indecisos somados sobem para 25%. Novamente, minha tese de que Marina tem mais chance de obter votos dos brancos e nulos e indecisos, o que aumenta o quociente eleitoral e valoriza sua porcentagem, em detrimento dos demais (o que alguns dizem ser o motivo de a conta não fechar; o que não parece ser o caso), parece estar correta.

Também tenho a tese de que Aécio é mais conhecido (ou ao menos lembrado) pelos eleitores, do que Marina Silva. Esta tese dá indícios de estar correta também, pois na mesma pesquisa do Datafolha, em um cenário onde não foram oferecidos nomes de candidatos, Dilma aparece com 24%, Aécio com 11% e Marina com 5% (menos da metade de Aécio?).

Ainda há quem fale sobre os votos dos evangélicos. Nesta primeira pesquisa (lembrando que é só a primeira e em um momento de comoção forte, devido à ainda estar muito próximo da tragédia que vitimou Eduardo Campos) parece que realmente Marina divide os votos dos evangélicos do Pastor Everaldo. Contudo, devo lembrar que, em 2010, Marina Silva desagradou aos próprios evangélicos devido à sua falta de firmeza sobre assuntos que afetam a opinião destes eleitores, sendo o ápice, o aborto.

Uma candidata que teve 20 milhões de votos em 2010, sendo que um dos candidatos era desconhecido (Dilma) e o outro possui uma rejeição absurda (José Serra), não pode ter tal eleição usada como parâmetro absoluto para medir sua força. Ora, sequer conseguiu fundar um partido para chamar de seu. Alguns dizem que foi culpa de boicote do PT, mas discordo. Ora, se Marina fosse tão forte, com seus 20 milhões votos, por mais que fosse boicotada, conseguiria validar as 483 mil assinaturas necessárias e para isso teria apoio de outros políticos, empresariado, etc.

Falam em boicote do PT por causa de atraso nos cartórios e invalidação de assinaturas sem justificativa, ou seja, cria-se essa teoria por causa de ocorrências comuns. Como se os cartórios não atrasassem e ações arbitrárias fossem exceções, ao invés de regras, em pleno país da burocracia, que beira ao Estado Máximo.

Sabe o porquê Marina Silva realmente não conseguiu fundar seu partido? Porque é péssima articuladora, sem carisma algum e tem o péssimo hábito de queimar qualquer um que sequer a questione.

Marina não sabe efetuar a costura política que Eduardo Campos conseguiu e que agora poderia beneficiá-la nestas eleições. Mas sabendo o quão Marina é ruim não só para formar, mas para manter alianças (e sua recente passagem pelo PV, como sua história no PT comprovam isso), não me surpreenderá se houver um racha na base, mesmo havendo uma série de acordos nos Estados entre PSB e outros partidos. Sem contar a insegurança para o PSB, de ter Marina como candidata, sabendo que ela pretende fundar seu partido, do qual será a chefe suprema. Neste caso, ou o PSB se entrega nas mãos de Marina e ameaça o projeto de longo prazo do próprio partido, ou se arrisca a perdê-la após as eleições (o que seria ainda mais trágico caso ela vencesse as eleições, o que duvido que ocorra).

Por fim, diferente do que disse recentemente Diogo Mainardi, no programa Manhattan Connection, não acredito que Marina Silva tenha tudo para vencer de lavada estas eleições, pelo contrário, não acredito sequer que chegue ao segundo turno.

O que realmente definirá o destino dos candidatos será o tom que cada um dará as suas campanhas e seu desempenho em entrevistas, debates, horário eleitoral, enfim, frente à opinião pública e aos eleitores. Suas propostas e seus posicionamentos frente aos mais variados temas, desde os “menos polêmicos” até questões como drogas e aborto. E para uma candidata sem carisma, má articuladora e com histórico desfavorável em posicionamentos frente diversos assuntos, principalmente os mais polêmicos, não há muita esperança.

*Jornalista, Assessor de Imprensa do Instituto Liberal (IL) e Diretor de Comunicação do Instituto Pela Justiça (IPJ)

Fontes:

Estadão / MSN Notícias – http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/eleicoes/story.aspx?cp-documentid=264847465

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Porto de Mariel e o retorno da Mãe Rússia

Roberto Lacerda Barricelli*

putin_castro

Quem acompanha meu trabalho desde 2013 talvez tenha lido minha série sobre o Porto de Mariel (clique aqui se não leu). Bem, eu avisei que quando o empreendimento estivesse pronto, devido se tratar de um porto embargado, sem acesso ao principal mercado mundial (Estados Unidos) devido à lei Helms-Burton que pune com 180 dias proibição de atracar nos Estados Unidos, as embarcações que tenham anteriormente atracado em Cuba.

Também avisei que mesmo a capacidade para navios muito maiores existir, tal embargo, o fato de haver mais de 65 portos na região da América Central, caribe e Golfo do México, em pleno funcionamento e com regras adequadas, e não haver nenhuma segurança jurídica em Cuba, posto que, em 1996, havia uma ZPE em Mariel e esta foi desativada do dia para a noite por Fidel Castro, que acusou todos os empreendedores de contrabandistas a serviço do “imperialismo americano”, deixando 120 fundos de investimentos e mais de 200 empreendedores literalmente a ver navios, as únicas empresas que se instalariam lá seriam aquelas bancadas pelo dinheiro dos pagadores de impostos brasileiros (e de outros países), pois prejuízos são socializados, o comércio de drogas das FARC e as indústrias bélicas de China e principalmente da Rússia.

Também avisei que utilizariam o local para trocar armas pro drogas que abasteceriam o mercado consumidor das América, principalmente Estados Unidos, Brasil e México, e o Chinês, além do contrabando de armas para a Coreia do Norte e países aliados aos ideais comunistas, o que relatório da ONU já comprovou em ambos os casos, além do fato de uma semana antes do meu primeiro artigo da série terem aprendido uma carga de armas no canal do Panamá, financiada por Venezuela e protegida por soldados cubanos, disfarçada como carga de açúcar. Isso sem contar que há cabeças das FARC vivendo bem perto do Porto e ZPE de Mariel.

Bem, na época me disseram o seguinte: “as acusações que você faz são muito graves”. Mantenho o que eu disse a época: “não são acusações, mas uma análise dos fatos que leva a prováveis consequências”. Como tudo que eu disse tem ocorrido, agora é foi a vez de Vladimir Putin visitar Cuba e conversar sobre alianças estratégicas, tais como as “fechadas” com nossa presidente, Dilma Vana Rousseff, que abrangem: comércio, tecnologia e defesa. Não me espantará se o comércio e a tal tecnologia estiverem sob a “defesa”, ou seja, ligados a indústria bélica russa que se instalaria em Mariel, onde, por acaso, foi reativada uma base militar russa, da época da crise dos mísseis,

A Rússia também reativou uma base militar no Equador e deve instalar em breve uma na Venezuela. Pergunto: que acordo de “defesa”, feito entre países que apoiam o desarmamento civil, pode beneficiar os cidadãos?  Se você ler meu artigo sobre porte de armas (clique aqui) e verificar as fontes, verá que a Rússia é um dos países mais desarmados do mundo, enquanto possui taxa de homicídios bem acima dos mais armados.

Por que instalar e/ou reativar bases militares no coração da América Latina, justamente em um momento de expansão dos governos bolivarianos? Estaremos presenciando o retorno da Mãe Rússia? A Copa do Mundo de Futebol FIFA 2018 ocorrerá na Rússia justamente no momento que tal país mais quer internacionalizar sua influência, será mera coincidência?

O que é certo é que a Rússia cansou de exercer uma influência local e agora parte com tudo para uma influência global, que em muitos pontos lembra a expansão imperialista soviética e volta seus olhos justamente (como naquela época) para a América Latina, bem cara dos “ianques”. Mas desta vez encontram um ambiente com franca expansão de projetos de governos totalitários bolivarianos e um frouxo na Casa Branca.

*Jornalista, Assessor de Imprensa do Instituto Liberal e Diretor de Comunicação do Instituto Pela Justiça. Colunista do Clube Farroupilha, do Clube Miss Rand, do Epoch Times e do Liber Blog

 

Fontes:

Alerta Total – http://www.libertar.in/2014/02/alerta-total-russia-quer-instalar-bases.html

Neste Blog: 

1 – https://robertolbarricelli1.wordpress.com/?s=Porto+de+Mariel

2 – https://robertolbarricelli1.wordpress.com/2013/10/09/porte-legal-de-armas-de-fogo-diminui-a-violencia/

Relatório da ONU – http://www.un.org/ga/search/view_doc.asp?symbol=S/2014/147

ONU – http://www.un.org/

Diário do Grande ABC – http://www.dgabc.com.br/Noticia/359151/cuba-pode-ter-tentado-introduzir-drogas-nos-eua

Ucho Info –http://ucho.info/panama-intercepta-navio-norte-coreano-com-armamento-em-meio-a-carga-de-acucar

Estadão –  http://m.estadao.com.br/noticias/internacional,russia-quer-instalar-bases-militares-em-cuba-e-na-venezuela-diz-ministro,1134910,0.htm

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Os Reis do “Lava-Jato”

Reis-Lava-Jato

A Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, expôs operações que fazem o Mensalão parecer roubo de pote de manteiga na venda da esquina.

Além das relações suspeitas entre o Deputado Federal Andre Vargas (PT/PR), o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, em um esquema de compra de funcionários públicos, fraude, lesão ao Ministério da Saúde (MS) e corrupção ativa, que teria facilitado a obtenção de contratos fraudulentos com o MS e a Petrobras, outras relações começam a surgir.

A revista Veja descobriu que 121 parlamentares receberam R$29,7 milhões de 18 grupos ligados ao escândalo da MO Consultoria, empresa de fachada de Youssef, utilizada para repassar propinas de empresas fornecedoras da Petrobras à políticos e funcionários que facilitariam a obtenção de contratos com a estatal. Os 121 parlamentares estariam entre os beneficiários de tal esquema. Ao todo são 96 deputados e 25 senadores.

Engraçado como o nome de André Vargas não aparece na lista da Veja como um dos recebedores dos recursos de tais empresas, contudo, aparece nas investigações como recebedor de recursos do próprio Youssef. Agora, adivinhem quais são os principais recebedores desses recursos, entre os 121 parlamentares? Difícil? Então aqui vai: 1ª – Senadora Gleisi Hoffmann (PT/PR) com R$2.420.000,00; 2º – Senador Lindbergh Farias (PT/RJ) com R$2.300.000,00 e 3º – Senador Humberto Costa (PT/PE) com R$1.530.000,00. Só esses três receberam para suas campanhas em 2010 aproximadamente R$6.250.000,00 (R$6.25 milhões) de empresas envolvidas no esquema de Youssef.

As duas principais “financiadoras” de tais parlamentares, que repassaram mais recursos à MO Consultoria, de Youssef e Paulo Roberto Costa, são as empreiteiras Camargo e Corrêa e OAS, com respectivamente R$12.145.000,00 e R$5.243.000,00 cada. No caso da Camargo e Corrêa as suspeitas são de que R$7.9 milhões foram repassados através do esquema de Youssef e Costa.

Gleisi Hoffmann (também pré-candidata ao Governo do Paraná) é a “Rainha das Empreiteiras”, tendo recebido R$1 milhão da Camargo e Corrêa e R$780 mil da OAS para sua campanha de 2010. Também é a que tem envolvimento com maior número de empresas investigadas pela Operação Lava-Jato, ao lado de Lindbergh Farias. O Ministro da Comunicações, Paulo Bernardo, marido de Gleisi, também é suspeito de possuir relações escusas com as empreiteiras.

Não custa também lembrar que André Vargas foi o coordenador de campanha de Paulo Bernardo à Câmara em 1998 e era o atual coordenador da campanha de Gleisi ao Palácio Iguaçu, antes de iniciarem investigações e ser afastado pela senadora.

No total, entre 2006 e 2012 foram repassados R$856 milhões para partidos e candidatos pelas empresas sob investigação e que participaram do esquema da MO Consultoria. Perto disso, o Mensalão não passa de furto de galinha.

Roberto Lacerda Barricelli é Jornalista

Fontes:

Ucho.Info – http://ucho.info/gleisi-hoffmann-foi-quem-mais-levou-dinheiro-de-empresas-investigadas-na-operacao-lava-jato

Veja – http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/fornecedores-da-petrobras-financiaram-campanha-de-121-parlamentares-em-atividade

Revista Exame – http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/o-marido-paulo-bernardo-doou-r-15-mil-a-campanha-da-esposa-gleisi

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

As perigosas relações de Gleisi Hoffmann

gleisi-vargas-gaievski

A ex-ministra Chefe da Casa Civil e atual pré-candidata ao Governo do Paraná, a Senadora Gleisi Hoffmann (PT/PR), não sabe escolher seus assessores, ou sente-se tão “intocável”, que não liga em escolher as piores relações possíveis.

Começou com Eduardo Gaievski (PT/PR), sua pior escolha até agora, pois conseguiu colocar um indivíduo que hoje é acusado de 40 crimes sexuais, sendo 28 contra menores e, destes, 14 contra vulneráveis (menores de 14 anos), para trabalhar na sala ao lado da presidente Dilma Rousseff (PT) e ainda por cima como responsável pelas políticas da Presidência da República para Jovens e Adolescentes. É como colocar o lobo para cuidar dos cordeiros.

Ainda por cima, os irmãos de Gaievski possuem mandados de prisão expedidos, seu filho está preso e seu melhor amigo, da época como Prefeito de Realeza (PR), também. Todos por tentativa de coerção e suborno de testemunhas. Seu filho é namorado da filha do prefeito atual de Realeza, o qual Gaievski ajudou a eleger e que mandou despejar de um “terreno público” um senhor que se recusou a retirar a queixa contra Gaievski, pelo estupro de sua neta.

Não satisfeita, escolheu o deputado federal André Vargas (PT/PR) como coordenador de sua campanha ao Governo do Paraná, para depois ter que afastá-lo pelo envolvimento deste com o doleiro Alberto Youssef e o ex-Diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, em fraudes investigadas pela Polícia Federal na Operação Lava-Jato. O doleiro e o Costa estão presos, enquanto André Vargas ameaça abrir a boca caso não receba ajuda do Partido dos Trabalhadores, que recuou a ideia de jogá-lo aos leões depois de tais falas.

Vargas, Youssef e Costa são investigados por atuar na obtenção de contratos fraudulentos com o Ministério da Saúde, a Petrobras e outras estatais, além do pagamento de propinas a funcionários públicos e a políticos. No total, a turma teria movimentado ilicitamente R$10 bilhões. Entre esses contratos estão situações muito suspeitas, como a MO Consultoria, de Youssef, recebendo mais de R$34 milhões de nove fornecedores da Petrobras, sendo tal empresa apenas de fachada e investigada por corrupção ativa, ao repassar propinas.

Há também o contrato assinado a convite (?) de uma empresa, a Ecoglobal Ambiental, e sua filial nos Estados Unidos, a Ecoglobal Overseas, com a Petrobras. Ambas assinaram contrato de R$443,8 milhões, para depois venderem 75% de suas ações por R$18 milhões, para Youssef e Paulo Roberto Costa. Pois é, incrível!

Gleisi Hoffmann não pode dizer que desconhecia esse lado de André Vargas, nem mesmo de Youssef e sua relação com o primeiro, pois em 1998 ambos foram indiciados por desvio de R$14 milhões da Prefeitura de Londrina (PR) para abastecer o caixa 2 da campanha à Deputado Federal do atual Ministro das Comunicações (e marido de Gleisi) Paulo Bernardo.

Qual será o próximo passo? Colocar o Fernandinho Beira-Mar no Ministério da Defesa, ou em uma Secretaria de Políticas contra as Drogas? Desse jeito o único lugar ao qual Gleisi chegará é a lista negra do próprio PT, na qual já estão seus companheiros Gaievski e Vargas.

Por Roberto Lacerda Barricelli

Fontes:

G1 Política – http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/04/deputado-andre-vargas-renunciara-ao-mandato-informa-assessoria.html

G1 Política –http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/04/andre-vargas-atuou-com-doleiro-por-contrato-com-ministerio-diz-revista.html

Blogs – Estadão –http://blogs.estadao.com.br/fausto-macedo/policia-federal-indicia-46-investigados-da-operacao-lava-jato/

G1 Política –http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/04/vargas-recua-e-desiste-de-entregar-carta-de-renuncia-diz-assessoria.html

Folha de São Paulo –http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1439147-pf-cumpre-21-mandados-de-prisao-na-2-fase-da-operacao-lava-jato.shtml

Site do Fabio Campana – http://www.fabiocampana.com.br/2014/04/chantagens-e-mentiras-andre-vargas-na-veja/

Ucho Info – http://ucho.info/andre-vargas-manda-duros-recados-ao-pt-e-ameaca-contar-o-que-sabe-sobre-gleisi-e-paulo-bernardo

Ucho Info – http://ucho.info/pt-adota-discurso-embusteiro-e-malandro-para-tentar-salvar-o-enrolado-andre-vargas-e-o-proprio-partido

Ucho Info – http://ucho.info/conselho-de-etica-da-camara-abre-processo-para-investigar-andre-vargas-que-nao-pode-mais-renunciar

Ucho Info – http://ucho.info/doleiro-preso-lavou-dinheiro-para-o-marido-de-gleisi-a-mando-de-andre-vargas-aponta-o-mp-do-parana

Estadão Política – http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,escandalo-ja-unia-parlamentar-e-doleiro-em-1998,1151170,0.htm

Ucho Info –http://ucho.info/?s=Gaievski&x=0&y=0

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

André Vargas – O homem bomba do PT

ANDRE-VARGAS-PT

O deputado federal André Vargas (PT/PR) é o nome do momento nos bastidores do Partido dos Trabalhadores (PT). Vargas é acusado de envolvimento ilícito com o doleiro Alberto Youssef para enriquecer através de fraudes em contratos com o Governo. Entre esses contratos estão fraudes envolvendo a Petrobras, o Ministério da Saúde e figuras como a Senadora e ex-ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann e o Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

André Vargas é uma bomba ambulante e ameaçou contar tudo o que sabe sobre a sujeira por debaixo do tapete do PT. Vargas foi secretário nacional de Comunicações do partido, logo, não possui poucas informações, principalmente sobre os bastidores.

A relação de Vargas com Youssef e Paulo Bernardo é antiga. Em 1998 o hoje deputado federal foi responsável pela coordenação da campanha de Paulo Bernardo para a Câmara dos Deputados. Nessa época, Vargas e Youssef foram alvos de um processo judicial por desvio de R$14 milhões da prefeitura de Londrina (PR) via contratos fraudulentos e lavagem de dinheiro através do fundo de campanha de Paulo Bernardo.

Atualmente, ambos (Vargas e Youssef) são investigados por envolvimento em fraudes que contabilizam aproximadamente R$10 bilhões. O deputado federal pelo Paraná é acusado de facilitar e até intermediar as relações de Youssef com estatais e ministérios, entre eles a Petrobras e o Ministério da Saúde. No primeiro caso, Vargas é acusado de atuar, junto com o ex-diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, na obtenção de contratos fraudulentos para empresas de fachada do doleiro Alberto Youssef. Uma dessas empresas é a MO Consultoria, utilizada para pagar propinas a funcionários públicos e políticos e que recebeu R$34,7 milhões de nove fornecedores da petroleira estatal brasileira.

Contudo, o caso da MO não é nada se comparado aos casos da Ecoglobal Ambiental (Macaé/RJ) e sua filial nos Estados Unidos, a Ecoglobal Overseas, que através de convite assinaram contratos no valor de R$443,8 milhões, em 2013, com a Petrobras. Na mesma época da assinatura do contrato, as empresas Ecoglobal negociavam a venda de 75% de suas ações para uma empresa cujos sócios são Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa. O valor da compra das ações era de R$18 milhões. Ora, como uma empresa que assina um contrato de R$443,8 milhões vende 75% de suas ações por “apenas” R$18 milhões? Na negociata está também a empresa Tino Real Participações, sendo uma das Maria Thereza Barcellos da Costa. Segundo despacho da Justiça do Paraná, Maria Thereza está envolvida com outra pessoa acusada de participação em crimes relacionados a Fundos de Pensão.

No segundo caso, a revista Veja disponibilizou conversas em que Vargas e Youssef planejam suas “independências financeiras” através de contratos na ordem de até R$150 milhões (isso foi descoberto depois) com o Ministério da Saúde. A empresa envolvida é a Labogem, que já possui histórico de negócios suspeitos com a pasta, sempre sob a chancela do ex-ministro Alexandre Padilha. Explorarei melhor essa relação em artigo próximo.

Após toda essa confusão, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados instaurou processo de cassação do mandato de André Vargas (PT/PR), que desistiu de renunciar por tal fato. Ao ser pressionado por setores do próprio PT para que renuncie e saia de cena para não atrapalhar os planos do Partido nas Eleições 2014, principalmente as candidaturas de Gleisi Hoffmann ao Governo do Paraná (da qual era o coordenador, mas foi afastado) e do ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ao Governo de São Paulo, o deputado federal ameaçou abrir a boca e rapidamente houve uma “Mudança de postura” do partido em relação ao seu caso.

Antes tentavam se livrar de Vargas, agora tentam livrar Vargas.

Por Roberto Lacerda Barricelli

 

Fontes:

G1 Política – http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/04/deputado-andre-vargas-renunciara-ao-mandato-informa-assessoria.html

G1 Política –http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/04/andre-vargas-atuou-com-doleiro-por-contrato-com-ministerio-diz-revista.html

Blogs – Estadão –http://blogs.estadao.com.br/fausto-macedo/policia-federal-indicia-46-investigados-da-operacao-lava-jato/

G1 Política –http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/04/vargas-recua-e-desiste-de-entregar-carta-de-renuncia-diz-assessoria.html

Folha de São Paulo –http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1439147-pf-cumpre-21-mandados-de-prisao-na-2-fase-da-operacao-lava-jato.shtml

Site do Fabio Campana – http://www.fabiocampana.com.br/2014/04/chantagens-e-mentiras-andre-vargas-na-veja/

Ucho Info – http://ucho.info/andre-vargas-manda-duros-recados-ao-pt-e-ameaca-contar-o-que-sabe-sobre-gleisi-e-paulo-bernardo

Ucho Info – http://ucho.info/pt-adota-discurso-embusteiro-e-malandro-para-tentar-salvar-o-enrolado-andre-vargas-e-o-proprio-partido

Ucho Info – http://ucho.info/conselho-de-etica-da-camara-abre-processo-para-investigar-andre-vargas-que-nao-pode-mais-renunciar

Ucho Info – http://ucho.info/doleiro-preso-lavou-dinheiro-para-o-marido-de-gleisi-a-mando-de-andre-vargas-aponta-o-mp-do-parana

Estadão Política – http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,escandalo-ja-unia-parlamentar-e-doleiro-em-1998,1151170,0.htm

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Petrobras – O grande aparelho do poder

petrobras-aparelhada

A Petrobras deixou de ser uma empresa e passou a ser o principal aparelho de poder do Governo Federal. Todos querem mamar nos seios da petroleira, cujo leite está quase seco.

Não bastasse aparelhar a Petrobras, o governo do PT também a utilizou (e utiliza) como instrumento de controle político, econômico e cultural, oferecendo contratos milionários para empresas de políticos apadrinhados e parceiros diversos (principalmente financiadores de campanhas), para maquiar as contas públicas no “fechamento de caixa”, comprar o apoio de artistas, escritores, jornalistas, veículos de mídias, etc, senão também para controlá-los, ameaçando cortar a verba de publicidade a eles destinada pela Petrobras, sempre que “desagradam”.

Mas até aonde a empresa suportará todo esse esquema? Ora, já é a empresa mais endividada do mundo e se não fosse já suficiente, a dívida da Petrobras é maior que o valor de mercado da empresa. A Petrobras tem uma dívida líquida de aproximadamente R$221 bilhões, sendo seu valor de mercado de R$165 bilhões. Segundo o Bank of America Meryl Linch a Petrobras é a empresa não financeira mais endividada do mundo, tendo alcançado uma dívida bruta de R$267,82 bilhões em dezembro de 2013.

Mesmo com esses dados, a empresa “perdoou” a dívida da Venezuela. Obviamente quis evitar um calote da PDVSA, o que tornaria ainda mais vexatório o ocorrido, tanto para a empresa quanto para o governo do “companheiro” Nicolás Maduro. Mais uma vez, beneficiam um “companheiro” com o dinheiro do cidadão brasileiro. Sim, o petróleo não é nosso, a empresa não é nossa, mas o prejuízo é, pois este é coberto com recursos estatais oriundos dos impostos.

Em outubro de 2013 a agência de classificação de risco Moody’s rebaixou os ratings de dívida da Petrobras devido às preocupações com o plano de investimentos, o aumento da dívida e o fluxo de caixa. Resumindo, a Petrobras gastou mais do que podia e pretende investir mais do que a perspectiva de geração de caixa.

No plano político, a empresa é utilizada como aparelho para cooptar aliados e obter favores em troca de contratos milionários. Por exemplo, o deputado federal Andre Vargas (PT/PR), que mantém relações duvidosas com o doleiro Alberto Youssef e é suspeito de facilitar as  relações da empresa MO Consultoria, de Youssef, uma empresa de fachada que servia para repassar propina para funcionários públicos e políticos. Nove fornecedores da Petrobras depositaram R$34,7 milhões na conta da MO, dinheiro este cuja suspeita é de que foi usado para conseguir favores e contratos desses fornecedores com a petroleira.

Ainda no plano político, o marido da presidente da Petrobras, Graça Foster, é Colin Vaughan Foster, dono da empresa C. Foster que assinou 42 contratos com a Petrobras, sendo 20 deles sem licitação, no período de 2007 até 2010. Segundo a Petrobras a dispensa de licitação nesses 20 contratos se deve por terem valores abaixo de R$10 mil cada e que não foram “contratos”, mas “pequenas compras de componentes”. No entanto, não informou o valor total das compras, nem de cada “aquisição”. Contudo, estimasse que pelos 42 contratos a C. Foster recebeu R$614 milhões da Petrobras. Ora, nesse caso, como podemos chamar de “pequenas compras de componentes”? Imagina de fossem grandes então? Se 20 deles foram de menos de R$10 mil, os demais ultrapassaram (me média) pouco mais de R$30 milhões cada?

Esses são alguns casos de utilização política da Petrobras, mas podemos falar também do escândalo envolvendo a compra da petroleira de Passadena (nos Estados Unidos), uma empresa que foi comprada pela belga Astra Oil por US$42 milhões e que a Petrobras pagou US$1,18 bilhão, em 2006, quando a Ministra-Chefe da Casa Civil (e cuja chancela para a aquisição consta documentada) era Dilma Rousseff. Claro que ao ser questionada com documentos, Dilma colocou a culpa em outra pessoa, o então diretor internacional da Petrobras, Nestor Cerveró. Essas acusações ocorreram em 2008 e somente 6 anos depois Cerveró foi destituído de seu cargo, que agora era apenas um dos mais cobiçados: diretor financeiro da BR Distribuidora, detalhe, foi transferido para esse cargo logo que os documentos do caso vazaram, em 2008.

Isso sem contarmos o prejuízo de Passadena entre 2007 e 2008 de US$300 milhões (imagina de lá para cá então). Nessa conta estão US$52 milhões em bônus para funcionários, sem que uma única gota de óleo fosse extraída.

Para finalizar a utilização política e corrupta (um pleonasmo praticamente), há o caso da holandesa SBM Offshore que pagou US$139 milhões em propina para a Petrobras entre 2005 e 2011, segundo um funcionário da empresa, investigada por Estados Unidos, Holanda e Inglaterra por repassar US$250 milhões em propinas. A propina para a petroleira brasileira serviria para beneficiar a SBM na obtenção de contratos com a estatal.

Quanto ao uso econômico da Petrobras, não é novidade que o PT utiliza a estatal há anos para tapar buracos no orçamento da União e fingir que cumpriu metas fiscais. Como a União é a acionista majoritária da empresa, também fica com os maiores dividendos e os utiliza para cumprir metas fiscais e orçamentárias. É tática antiga do PT utilizar estatais para tapar esses buracos. Vide BNDES e a rolagem da dívida pública.

Já na área cultural, a Petrobras é a empresa que mais gasta com patrocínios culturais no Brasil e, não por acaso, há tantos artistas que figuram em seus patrocínios e na defesa do PT e da esquerda nacional. São atores, escritores, atrizes, jornalistas, “intelectuais”, “filósofos”, etc. Mas este tema específico ficará para outro artigo (quem sabe uma série), pois é muito extenso para tratar aqui.

Futuramente tratarei mais deste assunto, mas acho que já é possível ter uma “noção” dos motivos que levam Lula, Dilma e tutti quanti a tratarem a inviabilização da CPI da Petrobras como prioridade máxima.

Por Roberto Lacerda Barricelli

Fontes:

G1 Política –http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/04/andre-vargas-atuou-com-doleiro-por-contrato-com-ministerio-diz-revista.html

Estadão –http://www.estadao.com.br/noticias/geral,senado-adia-votacao-de-cpi-da-petrobras-e-stf-pode-decidir-sobre-investigacao,1151612,0.htm

Folha de São Paulo –http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1436864-petrobras-fecha-r-90-bi-em-contratos-sem-licitacao.shtml

Reuters Brasil (04/10/2013) – Moody’s reduz Petrobras para “Baa1” por dívida –http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRSPE99209220131004?pageNumber=2&virtualBrandChannel=0&sp=true

Valor – http://www.valor.com.br/empresas/3443974/divida-liquida-da-petrobras-salta-r-73-bi-em-12-meses-para-r-221-bi

Federação da Família Militar – DF –http://famildf.com.br/index.php/politica/291-quem-e-o-marido-de-graca-foster

Folha de São Paulo (14/11/2010) –http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po1411201002.htm

G1 Economia / Negócios – http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2014/03/petrobras-diz-nao-ter-encontrado-evidencia-de-suborno-funcionarios.html

EXAME – http://exame.abril.com.br/blogs/blog-do-rio/2014/04/09/pasadena-se-comecou-bem-terminou-muito-mal/

Veja – http://veja.abril.com.br/noticia/economia/em-dois-anos-sob-gestao-da-petrobras-pasadena-perdeu-uss-300-mi

Ucho Info –http://ucho.info/escandalo-de-corrupcao-envolvendo-a-petrobras-obriga-terroristas-ciberneticos-do-pt-a-sairem-de-cena

Repórter Diário –http://www.reporterdiario.com.br/Noticia/454372/petrobras-diz-seguir-o-decreto-2-745-98-em-contratacoes/

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Funções obscuras da polêmica pesquisa do IPEA (I)

violencia sexual 1

São muitos pontos (25 no total) abordados pela pesquisa do IPEA sobre “Tolerância Social à Violência contra as mulheres”. No entanto, neste primeiro artigo tratarei apenas dos mais polêmicos até o momento, relacionados às perguntas 24 e 25. Os resultados, segundo o IPEA, podem ser retratados pelas imagens abaixo:

GraficosIPEA

Bem, vamos aos fatos! Em primeiro lugar, o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) é (como o nome diz) um instituto de pesquisas econômicas. Esta pesquisa foi relacionada às questões econômicas? Não! Por que o governo utilizou o IPEA para realizar tal pesquisa? Qual(is) a(s) motivação(ões)?

Segundo, de acordo com os gráficos, ao menos 65,1% dos entrevistados concordam (total ou parcialmente)  com a pergunta 24, enquanto ao menos 58,5% concordam (total ou parcialmente) com a pergunta 25. O IPEA diz que a tendência em concordar é menor entre os jovens, moradores do Sul/Sudeste, renda superior e indivíduos de escolaridade maior. Adivinhem, “por acaso”, qual o principal público da pesquisa! Basta olhar para a imagem abaixo, com a mostra dos entrevistados e a respectiva fonte:

IPEAPesquisaEstupro1

Sim, vocês viram direito! O IPEA efetuou a pesquisa com maioria de adultos, com escolaridade menor, renda baixa e maioria não tão grande no Sul/Sudeste. Ora, se no Sul/Sudeste a tendência a concordar é menos, isso significa que a maioria dos 65,1% e 58,5% está entre os 43,3% das demais regiões. Ou seja, não basta entrevistar apenas 3810 pessoas entre 200 milhões de habitantes e dizer que 65,1% da população brasileira concorda com uma afirmação absurda. Também é necessário efetuar a pesquisa com maioria do público justamente no perfil específico com “maior tendência” a concordar. Coincidência?

Outro fato inusitado é que 66,5% das pessoas entrevistadas são mulheres. Ora, mesmo que os demais 33,5% de homens concordassem todos com as afirmações, seria necessário que ao menos 27,8% das mulheres também concordassem. Sabendo que o nível de concordância não chega a 100%, podemos dizer que muitas mulheres; senão a maioria, concordaram com as afirmações. Outro detalhe “espantoso” é que apenas 38,7% dos entrevistados são brancos. Mas a esquerda e as feministas vivem dizendo que o homem branco e de classe média (ou alta) é o grande machista opressor (em maioria), como então uma pesquisa de maioria “não branca”, mulheres e de baixa renda alcançou tal resultado?

Sabendo também que os católicos são 65,7% dos entrevistados, frente 24,7% de evangélicos e 9,6% de ateus ou “outras religiões” , que os primeiros são os menos propensos a concordar com as afirmações (segundo o próprio IPEA) e que o evangélicos são muito propensos a concordar (também segundo o IPEA), como a pesquisa pode alcançar 65,1% e 58,5% nessas questões? Por que ninguém tocou nesses dados? Simples, porque não interessa à classe política dominante e responsável pela pesquisa, que se discutam tais dados e façamos questionamentos.

Portanto, fica claro que os dados são contraditórios e a conta não fecha. Também fica claro o exagero nas “coincidências” quanto ao público entrevistados e as contradições do próprio discurso esquerdista e feminista sobre “os grande opressores machistas brancos da classe média (e alta)”. Mas esses “detalhes” ninguém menciona.

Por fim, questiono, por que essa pesquisa ocorreu em um momento de Enquete-UOLdefasagem da feminista Dilma Rousseff e durante o escândalo do caso Pasadena/Petrobras? É neste ponto que posso afirmar que as funções de tal pesquisa são mais “obscuras” do que aparenta e mais “claras” do que alguns cegos se negam a ver.

Deixo-os com a imagem da enquete do UOL que respondi em 30/03/2014 às 17h30min (final da página, do lado direito). Reparem nas porcentagens e na quantidade de participantes e comparem com as do IPEA. Um detalhe, enquanto o IPEA aborda as pessoas, a enquete do UOL respondeu quem queria “previamente” responder.

Por Roberto Lacerda Barricelli

Fonte:

IPEA – Pesquisa sobre “Tolerância Social à Violência contra as mulheres – 2014” –http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/SIPS/140327_sips_violencia_mulheres.pdf

UOL –http://www.uol.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized