Por que o Misetes é importante para o movimento Liberal/Libertário?

Misetes

O grupo Misetes é direcionado às mulheres libertárias/liberais, principalmente seguidoras do economista austríaco Ludwig von Mises. Não é necessário ser um gênio para perceber tal fato. Mas, por que o Misetes é importante?

Para quem frequenta o meio libertário, grupos de estudos liberais e participa ativamente desses movimentos, não é difícil de perceber o diminuto número de mulheres. Ora, não fiz um estudo, mas posso “chutar” que há pelo menos 10 liberais/libertários para cada liberal/libertária. Ao menos através da observação.

Isso é ruim para o movimento, pois a presença feminina não só é vista como símbolo de tolerância, diversidade e integração, como produz ganhos intelectuais e políticos consideráveis. Por exemplo, vejamos como a esquerda explora a imagem da mulher e os ganhos que retira disso, agora, observemos como ela o faz através de vitimização e tratando-as como seres inferiores e incapazes, que precisam de direitos especiais, mas disfarçando isso com o movimento feminista e um discurso falacioso de “justiça social” e “falsa métrica”.

Se com todos esses subterfúgios malditos, a esquerda consegue tamanhos ganhos, como ele presidentes, indicar executivas para postos estratégicos, como Graça Foster na presidência da Petrobras, indicar ministra para o Supremo Tribunal Federal e/ou para os Ministérios do Governo Federal, ou fazer de senadoras novas ministras e futuras candidatas ao Governo do Estado do Paraná, apesar da incompetência nos cargos anteriores e transformá-las em (falsas) defensoras dos Direitos Humanos, dos gays e tutti quanti, para citar só alguns exemplos, imaginemos o proveito que liberais e libertários podem tirar do “ativismo feminino”?

Nós libertários e liberais podemos tirar proveito agindo justamente de forma oposta ao que faz a esquerda, através da cooptação pautada no respeito, na defesa dos direitos individuais e da aceitação da mulher como parte fundamental da sociedade e do próprio movimento liberal/libertário.

As mulheres possuem tanta capacidade intelectual quanto os homens. Alguns dirão que a esquerda lhes é mais atraente devido ao apelo emocional, enquanto liberais e libertários utilizam da racionalidade. Ora, isso é subestimar as mulheres. Claro, não podemos negar que normalmente as mulheres estão mais aptas ao apelo emocional que os homens, contudo, isso não significa que não possuam capacidade de discernimento suficiente para decidirem entre o que é bom e o que é ruim. Para tanto, precisamos cooptá-las, apresentar o movimento e explicar nossos conceitos, valores, ideias e ideais.

As mulheres podem até se interessar menos por política do que os homens, normalmente, mas também não significa que são desinteressadas, como alguns gostam de generalizar, ao contrário, significa um desafio maior que precisamos superar.

A presença feminina, o olhar diferenciado que captam sutilezas que a nós (homens) são quase imperceptíveis e o contraponto na visão de muitas questões, principalmente ligadas aos problemas sociais, são essenciais para o desenvolvimento e evolução dos movimentos liberais e libertários.

Por isso, iniciativa como o Misetes e o Clube Miss Rand (ligado À rede Estudantes Pela Liberdade) com atuação majoritariamente concentrada em Porto Alegre/RS, são tão importantes, ou melhor, fundamentais/essenciais para o movimento Liberal/Libertário.

Para quem não conhece, mas deseja conhece, as páginas do grupos no Facebook são:

Misetes –https://www.facebook.com/pages/Misetes/1407324212872940?fref=ts

Clube Miss Rand – https://www.facebook.com/clubemissrand?fref=ts

Por Roberto Lacerda Barricelli

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Por que o Misetes é importante para o movimento Liberal/Libertário?

  1. Eu sou daqueles que acreditam que mulheres são desinteressadas por política, menos capazes de pensar racionalmente e facilmente cooptadas pela esquerda devido o apelo emocional. Pelo menos 90% delas são assim. Só a autoridade masculina pode influenciar a escolha delas pela direita, e isso, num primeiro momento, deve ser feito através dos nossos relacionamentos com elas. Convencendo nossas esposas e namoradas, conversando sobre essas questões, uma agremiação feminina pode ter algum sucesso em longo prazo. Mas não sonhe com uma proporção 50/50.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s