As FARC e a intelligentzia brasileira

Farc-AmericaLibre

Em 24/08/2003, Raul Reyes, então número dois das Forças Revolucionárias Colombianas (FARC) – Exército do Povo, concedeu entrevista ao jornal Folha de São Paulo. Na entrevista afirma que presidiu reuniões do Foro de São Paulo ao lado do ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva e que mantinha contato com este há muitos anos (contato esse que foi temporariamente paralisado quando Lula ganhou as eleições em 2002, mas que em 2003 Reyes e as FARC já retomavam).

Uma parte muito “interessante” da entrevista é quando o jornalista Fabiano Maissonave pergunta: “Fora do governo, quais são os contatos das FARC no Brasil?” e Reyes afirma que as FARC têm contatos com governos, distintas forças políticas, partidos e movimentos sociais. Inclusive cita o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e conta que durante seu governo as FARC tinham uma delegação no Brasil. Nesse momento dois ex-presidentes (um acabara se assumir a época) têm seus nomes citados por Reyes, sendo Lula aquele com a relação mais próxima, segundo o próprio guerrilheiro.

A entrevista continua e o jornalista pede para que o guerrilheiro cite os mais importantes (contatos). Eis a resposta: “Bem, o PT, e, claro, dentro do PT há uma quantidade de forças; os sem-terra, os sem-teto, os estudantes, sindicalistas, intelectuais, sacerdotes, historiadores, jornalistas…”.

Há “forças” dentro do PT, ligadas intimamente ao partido e que se completam. Os sem-teto, o MST e a CUT são forças para manipulação das massas, mas quem legitima tais movimentos? A resposta está dada: estudantes, “intelectuais”, sacerdotes, historiadores e jornalistas, ou seja, a intelligentzia ligada ao PT.

Maissonave pergunta: “ Quais intelectuais?”. Reyes imediatamente dá dois nomes e completa com “e muitos outros”. Quais são esses dois nomes? O sociólogo Emir Sader e Frei Betto (que na época era assessor especial de Lula). E quem são esses “muitos outros”? Poderíamos incluir Marilena Chauí? Jornalistas ligados a veículos como a Carta Capital (de Mino Carta)? “Jornalistas” como Miriam Leitão e Suzana Singer (ombudsman da Folha de São Paulo)? Pseudo-Filósofos como Paulo Ghiraldelli Jr? Bem, não posso afirmar o envolvimento de nenhum destes que não foram citados por Reyes, mas também não posso descartá-los como possíveis integrantes dos “muitos outros”.

Também na entrevista, Reyes nega a ligação dar FARC com o narcotráfico e diz que “apenas cobramos impostos”. Cobram impostos dos narcotraficantes em troca de proteção aos negócios (principalmente proteção contra as FARC) e não há envolvimento? Quando questionado sobre a ligação das FARC com Fernandinho Beira-Mar diz que desconhece esse envolvimento. Ora, não nega que haja, mas afirma que desconhece. Só o que afirma é que a “cocaína é um veneno”. Não me diga? Ainda diz que a Colômbia tem diversos Departamentos (Estados) com presença das FARC e que, por isso, seria fácil encontrar Beira-Mar e qualquer outro em um território da organização. De novo, não nega, nem confirma.

Contudo, a “Operação Gato Negro” encontrou Beira-Mar em território protegido pelas FARC, dentro da selva no sudeste da Colômbia.  As forças colombianas encontraram o narcotraficante brasileiro em 2001. Após o incidente, um desertor das FARC e ex-tesoureiro da organização, Tomás Molina Caracas (o “Negro Acácio”) disse à TV Caracol que foi enfermeiro de Beira-Mar quando este foi ferido na selva durante a Operação Gato Negro. Também afirmou haver estreitos laços entre Beira-Mar e as FARC.

Em abril de 2001, a Revista Istoé publicou um documento apreendido com Beira-Mar que comprova a ligação deste com as FARC. Inclusive, mostra como operavam. O narcotraficante trocava armas por toneladas de cocaína das FARC. E Reyes afirmou em 2004 não haver relação alguma das FARC com o narcotráfico? Ainda acusou o presidente colombiano, na época Álvaro Uribe, de caluniar e difamar a organização, obrigando as autoridades a falarem o que ele quisesse.

Ainda na relação das FARC com a inteligentzia brasileira. Emir Sader e Frei Betto produzem com apoio das FARC, do PT e de Lula a revista America Libre. Na revista, defendem seus interesses e sua ideologia, o comunismo. Também atacam instituições diversas como o Exército brasileiro, o governo da Colômbia (mesmo o atual mantendo supostos diálogos pela paz com as FARC), os Estados Unidos e tantos outros que não corroboram com seus planos, arquitetados desde a fundação em 1990 do Foro de São Paulo, presidido por Lula e Reyes.

Até 2004, o então chefe de gabinete de Lula e hoje ministro-chefe da Secretaria Geral, da presidente Dilma Rousseff, Gilberto Carvalho, aparecia no Conselho Editorial da America Libre, ao lado do fundador e ex-comandante (número 1) das FARC, Manuel Marulanda Velez (conhecido também como “Tiro Fijo”) e também do ex-deputado e advogado dos mensaleiros presos, Luiz Eduardo Greenhalg (que defende controlar a criminalidade através do desarmamento do cidadão honesto e ordeiro que deseja se defender).

Fica clara a existência de uma ralação íntima das FARC com o Foro de São Paulo, Lula, o PT, a intelligentzia brasileira, movimentos que se dizem sociais (mas que pretendem semear o caos e fomentar um luta de classes visando à implantação do socialismo no Brasil) e governos de outros países. E disso falarei com mais propriedade em artigo futuro.

Os falsos intelectuais brasileiros compactuam com uma organização narcoterrorista e participam da instituição mais poderosa para implantação do socialismo: o Foro de São Paulo, que demorou quase 15 anos para aparecer na grande mídia. Mas se perguntarmos qualquer coisa a Lula sobre essa relação, a resposta será a mesma dada quando questionado sobre o Mensalão. Não é porque um ex-presidente diz não saber de nada, quando os fatos mostram que sabe muito, que devemos seguir a mesma linha e fingirmo-nos de cegos, surdos e mudos.

Por Roberto Lacerda Barricelli

Fontes:

Artigo do General da Reserva e Cientista Político Marco Antonio Felício da Silva – http://www.grupoinconfidencia.org.br/sistema/index.php?option=com_content&view=article&id=2222:o-pt-as-farc-e-o-crime-organizado&catid=284:marco-antonio-felicio-da-silva&Itemid=426

Folha de São Paulo – Entrevista com Raul Reyes (24/08/2003) – http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u62119.shtml

Nota: Tanto Raul Reyes quanto Manuel Marulanda Velez morreram durante ações das forças colombianas contra as FARC. O PT e Lula lamentaram ambas as mortes e enviaram cartas as FARC expressando tal lamentação – http://www.iiss.org/en/about%20us/press%20room/press%20releases/press%20releases/archive/2011-71f3/may-fa17/farc-portuguese-press-release-bde3

Vanguarda Popular – http://www.vanguardapopular.com.br/vanguardapop/noticias/182-farc-e-foro-de-sao-paulo-a-verdade-vem-a-tona-lula-nao-sabia-de-nada

Coturno Noturno – http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2013/07/lula-junto-com-as-farc-participa-do.html

Mídia Sem Máscara – http://www.midiasemmascara.org/artigos/movimento-revolucionario/6976-lula-e-as-farc.html

Revista Exame – http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/governo-colombiano-e-farc-iniciam-debate-sobre-narcotrafico?page=2

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s