Prisão de Mensaleiros – A grande farsa

condenados

A sensação de alívio parece ter tomado conta do coração de diversos brasileiros por todo o país, por causa da prisão de 11 mensaleiros condenados por crimes que vão de lavagem de dinheiro a formação de quadrilha. Porém, não passa de mais uma farsa orquestrada para tampar o sol com a peneira.

A prisão dos mensaleiros repercutirá mal para o Partido dos Trabalhadores (PT), porém seria ainda pior se não fossem presos, por causa da Eleição em 2014. Caso não fossem presos a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) enfrentaria mais problemas do que há deve enfrentar e sua imagem ficaria ainda mais desgastada.

Com a prisão dos mensaleiros, Dilma poderia argumentar a seu favor a prisão de políticos corruptos e de corruptores em seu governo… poderia! Mas o discurso já começa a tomar cara e não será esse. Durante as Eleições de 2013, os principais candidatos do PT em seu projeto de poder, a presidente Dilma para a reeleição e o Ministro da Saúde Alexandre Padilha para o Governo de São Paulo, o Estado mais rico da federação, deve adotar um discurso (como sempre) regado a emoção e “comoção” em relação ao assunto, buscando desviar o foco.

Condenar colegas históricos de partido seria atacar também da imagem do próprio ex-presidente Lula, pois que foi durante sua presidência que os fatos vieram à tona e o Mensalão “correu solto”.

O regime semi aberto para as duas principais figuras petistas no processo, o ex-Ministro da Casa Civil, José Dirceu, e o ex-presidente e Deputado Federal do PT, José Genoíno, não lavam a alma de ninguém, além dos próprios “Zés”, que só serão obrigados a dormir em suas celas especiais em camas confortáveis na prisão. Enquanto o Ministro da Economia, Guido Mantega, come caviar em suas viagens bancadas pelos contribuintes, será que os “Zés” comerão lagosta no jantar?

Pelo tempo de condenação de cada um (10 anos 10 meses para Dirceu e 6 anos e 11 meses para Genoíno) não me surpreenderei se em até 4 anos os dois já estiverem em “condicional”, talvez menos. Também não me surpreenderei se o processo de julgamento dos embargos infringentes caso estejam pendendo para a absolvição dos réus seja “acelerado”, pois tal absolvição “limparia” a imagens dessas figuras que conseguiriam colar em si a imagem de “presos políticos” como já tentam fazer (apesar de o partido deles estar no poder e ter indicado a maioria dos juízes do Supremo Tribunal Federal), quando na verdade são políticos (corruptos) presos. “Isso não tem a ver, pois os juízes devem ser isentos de pressão do Governo e partidos”, dirá um defensor da tese de presos políticos (o idiota útil). Ok, mas se eles são isentos, como podem ser os condenados presos políticos? Ou essa pretensa “isenção” só existe quando for a favor da teoria de presos políticos? O idiota útil sempre se contradizendo!

Mas e Delúbio Soares (o ex-tesoureiro do PT e do Mensalão)? Marcos Valério (o operador)? Estão todos no “pacote” de 12 condenados cuja prisão foi decretada pelo STF. Abaixo a relação:

– José Dirceu – 10 anos e 10 meses por corrupção ativa e formação de quadrilha

– José Genoíno – 6 anos e 11 meses por corrupção ativa e formação de quadrilha

– Marcos Valério – 40 anos e 4 meses por formação de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e corrupção ativa

– Delúbio Soares – 8 anos e 11 meses por corrupção ativa e formação de quadrilha

– Kátia Rabello – (ex-presidente do Banco Rural) 16 anos e 8 meses por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, evasão de divisas e gestão fraudulenta

– José Roberto Salgado – (ex-dirigente do Banco Rural) 16 anos e 8 meses por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, evasão de divisas e gestão fraudulenta

– Cristiano Paz – (ex-sócio de Marcos Valério) 25 anos e 11 meses por formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa e lavagem de dinheiro

– Ramon Hollerbach – (ex-sócio de Marcos Valério) 29 anos e 7 meses por corrupção ativa, formação de quadrilha, evasão de divisas e lavagem de dinheiro

– Simone Vasconcelos – (ex-funcionária de Marcos Valério) 12 anos e 7 meses por corrupção ativa, formação de quadrilha, evasão de divisas e lavagem de dinheiro

– Romeu Queiroz – (ex-deputado do PTB) 6 anos e 6 meses por lavagem de dinheiro e corrupção passiva

– Jacinto Lamas – (ex-tesoureiro do PR) 5 anos por lavagem de dinheiro e corrupção passiva

– Henrique Pizzolato – (ex-diretor do Banco do Brasil) 12 anos e 7 meses por peculato, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro

Ao analisar os cargos, funções no Mensalão e as penas, podemos constatar o seguinte:

1 – As menores penas foram aplicadas aos membros do PT e de partidos aliados, devido ao menor número de condenações

2 – Penas elevadas foram aplicadas aqueles considerados “administradores” do esquema, sendo que José Dirceu não entrou nesse grupo devido aos Embargos Infringentes

Em resumo, aplicou-se a maior pena a principal figura do Mensalão, Marcos Valério, e na sequência penas longas a seus “comparsas diretos” nos quais o PT tenta colar desde o início do julgamento a imagem de “verdadeiros corruptos”. Aos membros do PT foram relevadas algumas acusações e acatados os Embargos Infringentes para outras, sobrando a estes menos condenações e tempo na cadeia, com a regalia do regime semi-aberto.

Henrique Pizzolato não se entregou à Polícia Federal e está foragido na Itália (uma oportunidade para negociar a extradição de Cesare Battisti e livrar o PT desse “carma”?).

Enquanto figuras “menores” tiveram mais condenações e passarão mais tempo na prisão, as mais importantes como Delúbio, Dirceu e Genoíno ficarão menos tempo, sendo que os dois últimos só terão que dormir na cadeia. Ainda sobra espaço para “sair bonito na foto”.

Zes

Que fique claro, não se trata de presos políticos, nem de coitadinhos injustiçados, mas de políticos presos por corrupção e formação de quadrilha. São indivíduos inescrupulosos com as maiores caras de pau do Brasil, tentando desesperadamente se aproveitar da memória curta do brasileiro para no fim saírem com a imagem de “heróis”. Heróis? Só se for dos bandidos menores que tem neles um ideal, uma meta a alcançar.

E nisso tudo, sorria a Dilma com sua reeleição menos conturbada, sorri Lula com sua imagem “salva”, sorriem demais candidatos do PT (principalmente Padilha) e todos riem do alienado povo brasileiro, que realmente acredita que alguma justiça foi feita e que há esperança para o Brasil nas figuras dos Magistrados da Suprema Corte.

Por Roberto Lacerda Barricelli

Fontes:

BBC Brasil – Entenda alguns pontos do julgamento do Mensalão (16/11/2013) – http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/11/131116_mensalao_q_and_a_mdb.shtml

BBC Brasil – Condenados do Mensalão se entregam; um está foragido – http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/11/131116_condenados_mensalao_atualiza.shtml

G1 Política – Onze condenados do Mensalão são conduzidos para presídios em Brasília – http://g1.globo.com/politica/mensalao/noticia/2013/11/onze-reus-do-mensalao-foram-conduzidos-para-presidio-diz-pf.html

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Prisão de Mensaleiros – A grande farsa

  1. RENATO BARBOSA DA SILVA RAMOS

    muitíssimo bem observado !!! enquanto a medíocre sociedade brasileira esta de olho no brasileirão e no framengo , a vida política da nação encontra-se ridicularizada e abandonada por parte desta mesma sociedade que reclama por “justiça” ou por mais justicialismo (justiça social)?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s