Escolas Públicas (Estado + Município) tem custo maior e qualidade inferior às particulares na cidade de São Paulo

Em artigo anterior falei da Rede Municipal. Neste falarei da Rede Pública de Educação, que diz respeito às Escolas Estaduais e Municipais, no período de 01/01/2013 até 24/10/2013.

O Governo do Estado de São Paulo investiu até o momento R$10.890.602.361,23 nas escolas estaduais da capital, sendo que a Prefeitura de São Paulo investiu até o momento R$9.985.593.871,00 nas escolas municipais segundo a execução orçamentária 2013 na soma dos investimentos feitos pela secretaria municipal de educação e através do gabinete do secretário municipal de educação.

No total temos um investimento conjunto de R$20.876.196.232,20 em 9 meses e 24 dias (9,8 meses) , pois os valores são referentes ao período de 01/01/2013 até 24/10/2013, para 1.852.279 alunos da Rede Estadual e 936.432 alunos da Rede Municipal em São Paulo (2.788.711 alunos no total).

Logo, o investimento nesses 9,8 meses por aluno nas Escolas Públicas da cidade de São Paulo é de R$7.485,97 e o custo mensal é de R$763,88. Individualmente o investimento nas escolas estaduais é de R$5879,57 nesses 9,8 meses e R$599,96 ao mês (por aluno), enquanto o investimento nas municipais está em R$10.663,45 em 9,8 meses e de R$1.088,11 ao mês (por aluno).

Sabendo que a mensalidade de uma boa escola particular na cidade de São Paulo está entre R$600,00 e R$1.200, dependendo do local, e que sem os 37,8% de impostos que impactam essas mensalidades elas ficam entre R$373,20 e R$746,40, posso afirmar que é mais barato desonerar o setor da educação, privatizar as escolas públicas e conceder vouchers aos alunos destas que não tiverem condições de arcar com as novas mensalidades, do que manter o sistema atual.

Tabela1-Educação-custos

Fica claro que enquanto o valor gasto com cada aluno na soma dos sistemas estadual e municipal de São Paulo/SP é de R$763,88 ao mês, o valor máximo de uma boa escola no sistema particular (sem impostos) é de R$746,40 ao mês, logo, no montante o custo será menor, sendo que a economia gerada no sistema municipal compensará o “aumento de custo” do sistema estadual, proporcionando até economia na soma dos dois.

Tabela1-Educação-custos2

E quando falarmos dos custos individuais a escola particular também tem custo menores

Tabela1-Educação-custos3

Portanto, é clara a necessidade de alterar o sistema atual que é mais caro e com qualidade inferior ao sistema de vouchers. Para tanto, os Governos Federal, Estadual e Municipal precisam desonerar e desburocratizar o setor da educação, proporcionando a diminuição das mensalidades pela desoneração e incentivando a livre concorrência, que obrigará as instituições de ensino a investirem em qualidade maior e mensalidades ainda menores, pois aquela que tiver qualidade inferior e/ou preço fora da realidade falirá. No fim, as mensalidades custarão menos e a economia e benefícios serão maiores do que já são no panorama atual.

Por Roberto Lacerda Barricelli

Gostou? Adquira o livro: “Estatismo: O Estado Intervencionista Brasileiro”. Nele exponho falácias, erros e a demagogia do PT, aliados e as teorias comunistas/socialistas na política, economia e questões sociais, apontando soluções reais aos problemas dessas áreas.

Fontes:

– Secretaria Municipal do Planejamento Orçamento e Gestão de São Paulo – http://sempla.prefeitura.sp.gov.br

– Lei do Orçamento Anual (2013) do Município de São Paulo – http://transparencia.prefeitura.sp.gov.br/contas/Paginas/LeiOrcamentoAnual.aspx

– Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo – http://www.planejamento.sp.gov.br/index.php?id=13

– Governo do Estado de São Paulo – Secretaria da Fazenda – Execução Orçamentária 2013 – https://www.fazenda.sp.gov.br

– Leo do Orçamento Anual (2013) do Governo do Estado de São Paulo – http://www.planejamento.sp.gov.br/noti_anexo/files/Lei_14925_de_28-12-12.pdf

– Seade – Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados – http://www.seade.gov.br

– Secretaria de Educação do Estado de São Paulo – http://www.educacao.sp.gov.br/

– Secretaria de Educação do Município de São Paulo – http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/default.aspx

Portal Aciara – http://portalaciara.com.br/impostos-e-taxas-no-brasil-descubra-o-quanto-voce-paga/

Folha de São Paulo – http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/09/1340906-mensalidade-escolar-vai-subir-mais-que-a-inflacao-em-2014.shtml

Anúncios

13 Comentários

Arquivado em Uncategorized

13 Respostas para “Escolas Públicas (Estado + Município) tem custo maior e qualidade inferior às particulares na cidade de São Paulo

  1. Hugo

    Que tal comparar quando o ensino público funcionava? Quais os valores durantes o governo militar ?

  2. Felipe

    É sempre bom lembrar que alguns dos sistemas mais elogiados do mundo usam o sistema de voucher, como Hong Kong e Suécia.

    Sobre o período militar (e mesmo anterior à este), acho meio enganoso falar que a educação funcionava. O que tem de ser investigado nesse ponto é a questão do acesso à educação. Quantos alunos haviam matriculados na rede pública? Se for comparar com hoje, imagino que seja um número bem menor. E qual era a taxa de analfabetismo na época?
    Quer dizer, creio que o sistema funcionava justamente porque suportava um número baixo de alunos.

  3. É importante lembrar que se a educação for privatizada, o custo das escolas particulares subirá porque teremos que contabilizar a propina que precisará ser paga para que a escola seja credenciada no sistema!!!! Provavelmente políticos terão participação societária, formal ou não, nas escolas escolhidas!!

    • Que besteira absurdo. Se educação for privatizada, não haverá mais concessão de licenças e surgirão mais escolas com qualidade para competir. Quanto mais concorrência, melhor os produtos/serviços e menores os preços. Educação privatizada diminui em quase 40% o custo das escolas com imposto e olhe quem não calculei a diminuição dos custos com a desburocratização do setor. Dizer que as mensalidades vão aumentar é desconhecimento, desonestidade intelectual ou porque não leu o artigo, mas só o título.

      • arrombador de coxinhas

        Quanta mentira, desonestidade intelectual e desinformação!
        Primeiro, no custo da educação pública estão incluídos itens como alimentação e transporte de alunos, material didático (apostilas, cadernos, lápis, uniforme, etc), avaliações institucionais do governo (saresp), além de gastos relacionados com a inclusão de alunos deficientes e alunos de escola rural, cargos comissionados para covardes boicotarem a educação pública, etc. Ou seja, é o que é gasto com uma rede de ensino!
        Já as escolas particulares, além da mensalidade, existem gastos com livros, material, uniforme, transporte, etc. e, simplesmente, ou não aceitam alunos com deficiência ou cobrariam muito mais, portanto muito mais que “só a mensalidade”. Sem contar que a maioria das escolas particulares são uma porcaria e conseguem ser iguais, ou piores, que escolas publicas. “voucher”, vira homem rapaz!
        Agora, pegar a escola pública de SP como exemplo, depois de décadas de psdb, progressão continuada, aprovação automática e propaganda enganosa é coisa de coxinha babaca!
        Da próxima vez que você for querer dar sua opinião sobre educação pesquise quanto fica o custo TOTAL (ir, estar e voltar) de alguém que estuda em escola particular e depois veja se SÓ com 750 reais por mês você consegue estudar em uma boa escola.
        Perdeu otário, perdeu!
        (agora deixa eu procurar outro coxinha otário para arrombar)

      • Primeiro, que esses custos todos não estão sob o orçamento das secretárias de educação, mas sob a de Políticas Sociais, Obras e Infra Estrutura, Verde e Meio Ambiente e Segurança. Se você é um desinformado a culpa não é minha, mas provavelmente do seu desespero em tentar enganar os outros para que concordem com você.

        Esses custos não entraram na conta, pois se entrarem, passa dos 1.9 mil o custo por aluno/mês. Você é burro, desonesto ou impotente intelectual mesmo? Pombo enxadrista é foda. Só pelo seu nick já fica claro que sua intenção é só tentar descredibilizar os autores, pois não tem a menor capacidade de refutá-los.

        Querido, você é tão burro (ou desonesto) que ignorou (ou não teve a capacidade de perceber) que o maior “Montante” partiu do município onde tivemos duas prefeituras do PT e uma de um aliado do PT que hoje está no PSD. Você só sabe mesmo é chamar de coxinha, como se fosse alguma ofensa, e corre para o colo do papai capitalista que te banca. Esquece que aqui aparece o dispositivo, um Mac não é para todo mundo hein, burguesinho 😉

        Se você fosse honesto e tivesse cérebro, teria acessado as fontes, que são da Prefeitura e Governo do Estado, e conferido a conta dos custos de manutenção e saberia que não incluem a locomoção de quem estuda em escola pública, pois isso é de responsabilidade da secretaria de mobilidade em parceria com a de educação, mas não entra no orçamento desta.

        Também, se não fosse desonesto e burro, perceberia que o custo sem impostos e regulamentações, como deixo mastigado no texto para que até incapazes como você entendam, diminuem muito, o que permite a realocação de recursos para suprir alimentação, transporte, materiais, vestuário, etc, e ficar abaixo do custo atual.

        Me fala aí da qualidade das escolas públicas nos Estados Governados pelo PT, como a Bahia? Ou como Rio Grande do Sul, que caiu desastrosamente nos índices educacionais.

        Além de você ter uma argumentação patética, não apresentou lógica, raciocínio, ou fontes.

        Depois te envio sua carteirinha de idiota útil, pois só conseguiu arrombar a si mesmo aqui. Obrigado por me dar a chance de desmascarar mais um idiota que acha que engana alguém e que tem capacidade de debater com articulistas honestos e com argumentos embasados em fontes, fatos, lógica e razão.

        Abraços!

  4. Pingback: Gasto do Governo Federal com Bolsa Família é quatro vezes maior que investimentos em Saneamento Básico – Instituto Liberal

  5. Pingback: PNE: O lero-lero do desleixo versão conto do vigário | Reaçonaria

  6. Perfeito seu estudo/raciocínio, pois o atual sistema educacional é caro e ineficiente, pois serve apenas para gerar números do IDEB e favorecer os governantes, mascarando assim sua incompetência gerencial. Já a algum tempo procurava um estudo a respeito, e agora encontrei algo bem fundamentado, parabéns e vamos defender esta causa pois somente com um sistema de educação forte é que poderemos alavancar o desenvolvimento deste país. Parabéns e não deixe que comentários distorcidos ou mau intencionados o façam desistir de defender uma causa como esta!!!

  7. Sheila Silva

    Adorei essa matéria e concordo com você, queria muito que as escolas fossem privatizadas, tenho pensado com meu pouco conhecimento que no ECA está escrito “Primazia do melhor para a criança”. Sou mãe e avó, meu filho tem 8 anos e recebe pensão alimentícia de um salário mínimo, considerando que é um direito exclusivo dele, resolvi investir em sua Educação o custo que tive este ano de 2014. Colégio Adventista Rematricula 2° ano ensino fundamental R$460,00, Uniforme R$ 200,00, livros arredondando R$600,00, material escolar em média R$ 300,00 tudo de qualidade a mensalidade é R$460,00, mas eu consegui uma bolsa de estudo de 50% e pago R$230,00, que por ano vai dar R$2.760,00 mas R$1.920,00 de transporte escolar anual, o lanche uns R$60.00 por mês, e anual uns R$500,00, nesta escola meu filho tem aula de religião, inglês a escola é ótima organizada tudo muito limpo em todas as salas de aula tem projetor, ar condicionado sem contar os monitores pra mim excelente, e por ano uns 2 passeios pedagógico o 1° foi R$90,00 e o 2° que vai ser R$ 75,00. Concluindo meu gasto anual R$6.900,00 com a bolsa e sem a bolsa de 50% seria R$ 9.665,00. Sou guardiã de um neto de 5 anos que vai pra escola no próximo ano, ele não tem pensão alimentícia e eu não tenho condições de pagar e o que me resta é escola pública, ele me diz que quer estudar na mesma escola que meu filho, o que me entristece por não poder faze-lo, por outro lado não acho justo tirar meu filho da escola por causa do meu neto, meu neto não compreende e como vai se sentir estudando em uma escola velha, feia, que vive de greve e sem professores , não tem inglês, não tem monitoramento enfim uma porcaria. Me sinto muito angustiada porque normalmente o que dou pra um, dou pro outro, situação difícil. Queria muito entrar em parceria com o estado visando a “Primazia do melhor para a criança” e eles me repassam o dinheiro da mensalidade escolar dos dois e a pensão do meu filho, pago o transporte e o que mais precisar e pago o que meu neto também precisar e ficaríamos todos felizes e ainda sairia mais barato para o estado. Você acha que isso seria possível.
    Obrigada
    Sheila

  8. Pingback: Gasto do Governo Federal com Bolsa Família é quatro vezes maior que investimentos em Saneamento Básico | liberdade br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s