Chile X Cuba – Comparando as Ditaduras

Nenhuma ditadura pode ser considerada boa, logo, o intuito deste artigo é comparar as duas ditaduras, uma ainda existente e outra que acabou em 1990, e tentar compreender porque uma é adorada pela esquerda brasileira, enquanto a outra é execrada, sendo que esta foi a que teve menos mortos, torturados e desaparecidos e deixou um legado econômico e social que hoje coloca o Chile entre os 50 países com melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo.

Primeiro analisaremos Cuba antes e durante a ditadura castrista.

Antes de 1959, Cuba possuía o 3º PIB e renda per capta da América Latina e um dos melhores níveis de vida do continente. A posição mundial de Cuba no quesito “qualidade de vida” era a 11ª à época. Também tinha um salário médio superior ao da maioria dos países Europeus. Esses dados foram retirados de livros de dissidentes Cubanos pelo site www.realidade.org.

Hoje Cuba ocupa a posição 59 no Ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) 2013, tem um salário mínimo de 420 pesos (US$18, ou 14 euros) e não parece nem entre os 50 maiores no quesito renda per capta.

Muitos culpam os Embargos Econômicos dos Estados Unidos, porém, poucos se dão ao trabalho de pesquisar e descobrir que mesmo com tais embargos, Cuba manteve relações comerciais com 97 países em 2013, inclusive o Estados Unidos e que o dinheiro injetado na economia cubana na época da URSS é equivalente a quatro vezes o Plano Marshall, mas que foi mal administrado pelo regime castrista.

Também não impediu que o país comercializasse com 97 outros países em 2013 segundo a UNCTAD (United Nations Conference on Trade and Development).

Os números da violência empregada pelo regime castrista são os maiores da América. Só entre 1959 até 2004 foram 5.621 fuzilados, 1.163 assassinados extrajudicialmente, 1.081 presos políticos mortos no cárcere, 1.258 guerrilheiros anticastristas mortos em combate, 14.160 soldados cubanos mortos em missões no exterior, 77.824 mortos e/ou desaparecidos em tentativas de fugas do país, 5.000 civis mortos em ataques químicos em Mavinga (Angola) e 9.380 guerrilheiros da Unita mortos em combate contra tropas cubanas. Temos um total de 115.127 (sem incluir mortes causadas por atividades subversivas no exterior).

Fora isso os cubanos não tem direito a nenhuma liberdade individual, seja expressão ou ir e vir.

 

Vamos ao Chile

Durante a Ditadura do General Augusto Pinochet o Chile teve aproximadamente 3.200 mortos e/ou desaparecidos e 38 mil torturados. Um total de 41.2 mil vítimas, das quais 3.2 mil foram fatais, ou seja, 36 vezes menos que a ditadura castrista (mesmo levando em consideração a diferença de duração entre as duas, a diferença continua gritante). Repito que não apoio qualquer ditadura e compreendo que as liberdades políticas e individuais são essenciais e intocáveis, faço aqui apenas uma comparação.

Pinochet abriu a economia e inseriu uma série de reformas liberais que hoje colocam o Chile na 7ª posição no Ranking de Liberdade Econômica no mundo (http://www.heritage.org/index/ranking). Além disso, o Chile possui a 47ª maior renda per capta do mundo e o 37º maior PIB, o que prova que não adianta ter o 6º maior PIB se você está em 54º em renda per capta (Brasil e sua gritante desigualdade). Podem conferir isso nas imagens abaixo:

PIB-Chile

PIB-PerCapta-Chile

Após o final da Ditadura de Pinochet (1973-1990) o Chile aproveitou o legado econômico do regime e iniciou uma série de reformas, sendo a principal a diminuição do Estado através da privatização de empresas estatais de serviços (telefonia, energia, limpeza urbana, etc.), simplificação das legislações, derrubada dos excessos nas regulamentações e diminuição drástica da burocracia. O país também abriu ainda mais sua economia, forçando as empresas nacionais a investirem em qualidade e proporcionando produtos melhores e acessíveis aos mais pobres.

Privatizou a previdência social, promovendo a concorrência entre os bancos, mas manteve a possibilidade do cidadão aderir à pública, porém, tal participação é quase nula devido as melhores gestões e benefícios das previdências privadas. Acabou com o monopólio sindical e permitiu que os funcionários e patrões negociassem os contratos trabalhistas livremente, o resultado foi o aumento dos salários e a diminuição do desemprego que hoje está em aproximadamente 6.2%, entre as quatro menores taxas da América latina.

O Chile está na 40ª posição no Ranking de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mundial 2013, ou seja, 19 posições acima de Cuba (o Brasil está em 85º). A abertura para os investimentos estrangeiros também se iniciou com Pinochet e ampliada após a saída deste do poder; o que permitiu ao país criar poupança suficiente para fazer frente às crises que surgirem, ou seja, se gasta pouco na bonança e há mais que o suficiente para investir em tempos difíceis.

As liberdades políticas e individuais no Chile estão também entre as melhores do planeta.

Bem!

Comparando as duas ditaduras, fica claro qual deixou um legado melhor e registrou menores índices de violência contra os cidadãos. Lembrando, sou contra ditaduras e esta é só uma comparação.

O Chile está entre os países com maior renda per capta, melhor qualidade de vida, menores taxas de desemprego e ótima estabilidade econômica no mundo. Só empatando com Cuba nos quesitos: anos de estudos e expectativa de vida. Sem esquecer que Cuba possui uma política abortista para garantir esse índice de expectativa de vida.

Por que os esquerdistas execram a ditadura chilena e adora a cubana? Será a máxima de que se você mata poucos é um vilão e se mata muitos vira um herói?

Por Roberto Lacerda Barricelli

Fontes:

- http://blog.estadaodados.com/ranking-do-indice-de-desenvolvimento-humano-idh-2013/

- http://www.terra.com.br/economia/infograficos/pib-mundial/ (Imagens)

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/cuba-a-farsa-a-baixa-mortalidade-infantil-no-pais-que-pratica-a-eugenia-se-deve-a-um-numero-escandaloso-de-abortos-as-mentiras-sobre-o-passado-e-o-presente-de-cuba-e-dois-videos-sobre-o-que-so-os/

- http://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/conteudo.phtml?id=1408604&tit=O-Chile-e-sua-aula-de-liberdade-economica

- http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2006/12/10/ult34u170002.jhtm

- http://realidade.org/forum/index.php?topic=31654.0

- http://www.olavodecarvalho.org/semana/040807globo.htm

- http://realidade.org/forum/index.php?topic=31654.0

- http://www.infolatam.com.br/2013/03/15/chile-o-pais-latino-americano-com-o-melhor-indice-de-desenvolvimento-humano/

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/chile+reconhece+mais+98+mil+vitimas+da+ditadura+de+pinochet/n1597163074543.html

- http://unctadstat.unctad.org/ReportFolders/reportFolders.aspx

- http://www.forte.jor.br/2013/01/11/indice-de-liberdade-economica-2013-brasil-em-100/

- http://www.heritage.org/index/ranking

- http://eladversariocubano.wordpress.com/2013/02/24/en-cuba-el-salario-medio-es-solamente-de-20-dolares-mensuales/

- http://portogente.com.br/noticias-do-dia/as-duvidas-sobre-a-blogueira-cubana

- http://www.infolatam.com.br/2013/08/01/desemprego-caiu-para-62-no-segundo-trimestre/

Gostou desse texto? Há muito mais em meu livro: “Estatismo PTralha: O Estado Intervencionista Brasileiro”. Você pode adquirir no link do Clube de Autores: https://clubedeautores.com.br/book/150972–ESTATISMO_PTRALHA__O_ESTADO_INTERVENCIONISTA_BRASILEIRO

About these ads

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

5 Respostas para “Chile X Cuba – Comparando as Ditaduras

  1. O Chile é um dos países mais desiguais do mundo, ainda por cima não analisou os índices de qualidade de vida, verificar a renda é enganador, como no próprio texto demonstra isso nos índices do Brasil. Indicadores de analfabetismo, acesso a saúde, educação e a própria desigualdade de renda demonstram um maior sucesso do modelo cubano. O artigo ignora também que o Chile nunca sofreu embargos e bloqueios ao comércio, Cuba tem sido até hoje alvo de um bloqueio econômico por parte dos EUA.

    • Prezado Orbitaplanetario,

      Bom dia,

      Por favor, leia o texto e clique nas fontes antes de comentar. Seu comentário parece uma tentativa desesperada de impedir que outros leiam o artigo, ou no mínimo muito despreparo, pois indico as fontes de todos os dados e respondo no artigo a todas essas questões que você colocou no comentário. Você leu mesmo?

      1- O Índice de Desenvolvimento Humano medido pela ONU leva em consideração a qualidade de vida e as desigualdades sociais. Nesse índice o Chile está na posição 37 e o Brasil na 54.

      2- O Chile possui média escolar de 10 anos na escola por aluno, que no Brasil não chega a 8 anos e em Cuba empata com o Chile, porém Cuba inclui a pré-escola nas estatísticas.

      3- A saúde no Chile é acessível aos cidadãos e quem não possui condições recebe vouchers para utilizar os serviços. Inclusive, o país tem a menor mortalidade infantil da América Latina e uma das menores do mundo, enquanto Cuba possui uma política pública abortista para controle da mortalidade infantil, forçando as mulheres a abortarem antes do nascimento quando é detectado problemas de saúde no feto.

      4- A saúde brasileira é acessível a pouco mais da metade dos cidadãos e temos hospitais sem equipamentos, só com o prédio construído, como em Brasília, por exemplo.

      5- O Chile sofreu bloqueios econômicos na própria América do Sul após a ditadura de Pinochet e ainda sofre exclusões da maiorias dos acordos entre os países da região.

      6- Cuba negociou com 97 países só no ano passado e com mais de 100 este ano e você pode conferir isso no site da UNCTAD. Além disso, A URSS antes da queda do Muro de Berlim investiu o equivalente a quatro Planos Marshals em Cuba, mais que suficiente para que a Ilha fosse hoje um país superdesenvolvido, o que não é o caso.

      7- Em Cuba não há desigualdade de renda porque todos são pobres e sustentados pelo Governo através de vales. Os únicos ricos de Cuba são os irmãos Castro, só Fidel possui mais de US$154 milhões. Já no Chile a renda per capta é em média de 14 mil dólares, enquanto em Cuba de 5 mil ao ano por pessoa.

      Todos esses dados são citados no artigo, assim como todas as fontes desses dados. Por favor, na próxima leia o artigo e preste atenção ao mesmo. Pode também clicar nas fontes, vendo que possuem inclusive livros de autores Cubanos como referência.

      Grato,

      Roberto Lacerda Barricelli

    • Jaime Huenchuñir

      Chile teve embargos econômicos por parte de USA durante a Ditadura sim, se informe, o que levou a industria de armas do Chile ter um bom inicio para se proteger de seus inimigos da época, Argentina, Bolívia e Peru. O Salario minimo da ilha é de $20,00 vinte dólares. Cuba comercializa com a URSS, China, Coreia do Norte, Vietnam desde sempre e com Venezuela e países africanos e muçulmanos desde uns 20 anos. Vai estudar e não pague de ignorante. Em quesito de Saúde e educação Chile esta na frente de vários países Socialistas da região, segundo a ONU, se fala em desigualdade porque existe muita gente rica no Chile, se isso for um problema então Chile tem esse problema, muita gente rica no Chile a diferença de CUBA onde existe apenas uma Família Rica, a família CASTRO.

  2. Ugo Medeiros

    Acho uma (des)graça esse povo abobalhado que parece viver constantemente em uma música do Chico Buarque. Ok, quer defender Cuba? Vai pra lá. Vamos lá, alguns pontos que o “companheiro hasta la revolución” finge desconhecer:

    – Cuba, antes do GOLPE, já tinha o melhor índice de alfabetização da América Latina. Isso é fato, meu caro proletário da Vieira Souto;
    – A medicina de Cuba está entre uma das piores do mundo, basta ver a baixíssima qualificação de seus médicos, amplamente reprovados nos exames internacionais, sobre da Organização Mundial da Saúde;
    – Como foi muito bem explicitado acima, o embargo dos EUA NUNCA impediu que entrassem recursos. O problema é como foi gasto. E sabe como foi? Com armamentos e treinamentos de guerrilha para grupos africanos e em toda América Latina;
    – Cuba ADOOOOOGA ostentar o slogan “Aqui não há pessoas passando fome”, MAS lá as pessoas são DESNUTRIDAS. “Você sabia que quatro anos atrás o talão de racionamento era de 1.600 calorias, que houve uma epidemia de doenças mentais e de crianças nascidas defeituosas, que Fidel lançou a culpa disso sobre uma suposta guerra biológica empreendida pela CIA, que a Organização Mundial da Saúde descobriu que era um problema de avitaminose causada pelo racionamento de vitaminas e proteínas, que a OMS então enviou pastilhas multivitamínicas para socorrer a população cubana e obrigou o governo a subir a ração para 1.800 calorias?”;
    – País desigual é aquele no qual o ACESSO à água é RESTRITO! E em Cuba, o saneamento básico é “artigo de luxo”;
    – E se Cuba é o “Ódoborogodó”, por que 22 mil cubanos IMPLORAM para saírem daquela “fx de Gaza”? E querem ir pra onde? EUA…
    – And the last, but not least, tudo isso que estamos conversando aqui é via internet, não? Engraçado, em Cuba Internet é visto como uma “arma” contra o governo do El Comandante. E no Chile, um dos países com maor acesso na América Latina.

    Quer ler algo bem bacana seu moço? Que tal um texto sobre o ex-general da Polícia secreta Romena que conviveu com os irmãos Castro? É longo e não é audiobook…

    http://www.midiasemmascara.org/mediawatch/noticiasfaltantes/comunismo/14478-quem-e-raul-castro.html

    Valeu pela oportunidade. Sempre bom bater em cachorro morto [me refiro à Cuba, não o companheiro da luta de classe!]

  3. Jaime Huenchuñir

    A palavra ditadura é antiga e não era considerada ruim e sim uma solução passageira, quando a anarquia se instalava na antiga época dos gregos e romanos o Senado chamava a algum general aposentado a virar um Ditador, este tinha poder absoluto outorgado pelo Senado por 6 meses para restabelecer a ordem, logo se o caso era muito serio o Senado dava mais 6 meses de tempo, apos o tempo passar o Ditador devia entregar o poder novamente ao Senado para este voltar a governar, e funcionava, o limite era um tempo determinado para o Ditador não gerar certo gostinho pelo poder absoluto. A historia mostra 2 casos recentes na Historia PINOCHET e FIDEL o primeiro demorou 17 anos em arrumar o Chile, criar uma nova constituição que dura até hoje e entregar o poder chamando a eleições onde reconhece sua derrota e entrega o poder, Chile hoje é um pais muito melhor por causa da seriedade do trabalho que foi feito nessa época, já Cuba e Fidel é o caso inverso, gostou do poder e subjugou o povo, nem se fala na catástrofe econômica, onde a ilha precisa enviar seus cidadãos como trabalho escravo para financiar a ditadura.

    Em resposta a Orbitaplanetaria quero te dizer que sou Chileno, vivo no Brasil conheço Cuba e vários países da América latina onde o socialismo destrói qualquer possibilidade do povo ter uma melhor qualidade de vida. Refuto teu argumento de Cuba ser melhor apenas com um dado, o salario minimo da ilha do ditador Fidel é de R$20,00 sim isso mesmo Vinte Dólares, além de te informar que Cuba comercializa com China Russia e Aliados desde sempre, mas de 30 anos.Por favor estude e não pague de alienado e ignorante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s